O trabalho de formação é um dos pilares fundamentais do trabalho do Zebra5. Nesta exposição, especificamente, tínhamos um desafio anda maior: lidar com a presença de um grupo misto, de estagiários e educadores. Se, por um lado, era preciso garantir a formação que caracteriza este tipo de contratação, em que estudantes atuam num misto de trabalho e estudo da prática, por outro era necessário também manter uma formação que aprofundasse alguns temas, pensando nos educadores que já tinham certa bagagem teórica. A seleção da equipe teve como um dos critérios a diversidade de áreas, o que poderia tornar o desafio ainda maior. Optamos, portanto, por propor um ambiente de trocas reais, considerando que todos trazemos bagagens que interessam ao trabalho, independente da presença de um diploma. Deste modo, entre formação inicial e formação continuada, trouxemos referências, abordamos eixos importantes para este trabalho, mas também buscamos abrir espaço para que o repertório de todos, teórico e prático, pudesse ser compartilhado.

A presença de um ambiente horizontal, buscado desde o início, fez com que a equipe se sentisse bastante motivada a pesquisar e trocar referências, especialmente a partir da criação das ações de mediação pensadas para o público. 

2015-11-19 Roteiro dos sentidos com Cleyton Sabrina e educadores (39)
2015-11-19 Roteiro dos sentidos com Cleyton Sabrina e educadores (43)
2015-11-19 Roteiro dos sentidos com Cleyton Sabrina e educadores (10)
2015_10_29_10h_Arqueologia_da_Memória (9)
2015-11-19 Roteiro dos sentidos com Cleyton Sabrina e educadores (27)
2015-11-19 Roteiro dos sentidos com Cleyton Sabrina e educadores (14)
2015-11-19 Roteiro dos sentidos com Cleyton Sabrina e educadores (7)
2015-11-19 Roteiro dos sentidos com Cleyton Sabrina e educadores (3)