Educadores-autores, educadores-artistas, autoria e integridade. Há muitos nomes possíveis para um processo que coloca o educador como um propositor de ações que trazem à tona suas potencialidades poéticas, reflexivas e autorais. A ação educativa proposta pelo coletivo Zebra5, em seus diversos projetos, busca um aprofundamento pessoal a partir de trocas coletivas. O trabalho de amadurecimento em grupo é fundamental para que os eixos mais relevantes sejam evidenciados, e de que a autonomia seja estimulada. A partir das primeiras experiências na exposição com o público, a equipe é convidada a pensar em eixos e possibilidades a partir de seus interesses, talentos e repertório. Este processo é rico para todos, educadores, coordenação e público, uma vez que enriquece a experiência na exposição.Para que este tipo de ação se mostre consistente, é fundamental a presença da formação continuada, que se articula em reuniões semanais, conversas entre a equipe, experimentações e trocas cotidianas.

 

Para tanto, a presença de uma produção educativa foi fundamental para a qualidade plástica e gráfica dos materiais desenvolvidos, e foi de fato um diferencial neste trabalho. O processo de desenvolvimento das ideias, aprofundamento, reflexão coletiva, e realização das propostas, além de estimular o educador no sentido do encontro e pesquisa sobre as obras e temas, traz um caráter autoral que potencializa o melhor de cada educador, o que se reflete numa qualidade de atendimento que é a da diversidade e reflexão.